Vocabulário: tire e absorva o máximo dos jornais

Há algum tempo sugeri a leitura de jornais gratuitos em francês que estão disponíveis na net. Não são aqueles artigos meio disformes que dos site de jornais on-line, mas jornais em pdf com a vantagem de ter as mesmas imagens e a mesma formatação de um jornal impresso. Pode ser muito mais agradável para ler, mas além disso, os jornais formatados em versão impressa podem conter outros elementos como gráficos, imagens, legendas, propagandas. Eles têm também uma variação nos tamanhos, tipos e cores das fontes que representam, por sua vez, elementos mais importantes ou resumos que facilitam uma compreensão geral da notícia e facilitam uma abordagem instrumental do texto em francês.

Dependendo do seu objetivo ao ler um jornal (vocabulário, compreensão geral, compreensão detalhista, leitura para fazer uma síntese) o tipo de abordagem ao texto pode mudar. Se o interesse é enriquecer o vocabulário, então, o melhor a fazer é focalizar:

  •  Entre as diversas rubriques, selecione uma de seu interesse (cultura, política, policial, meio-ambiente…);
  •  Escolha um artigo mais curto ou longo, dependendo do seu nível;
  •  Imprima o artigo selecionado e faça uma primeira leitura sublinhando as palavras desconhecidas e somente procurando no dicionário aquelas que impedem a compreensão do texto. Muitas palavras podem ser inferidas pelo contexto e não vale a pena parar a leitura para procurar cada uma das palavras desconhecidas.

Se você se habituar a ler artigos de mesma rubrique você observará que alguns verbos, expressões e palavras são recorrentes

Para não se perder ou ficar correndo atrás das mesmas palavras esquecidas, aposte em uma pasta para arquivar as impressões e em uma simples caneta marca-texto:

  •  marque com essa caneta as palavras que pertencem ao mesmo tema. No exemplo abaixo são palavras relacionadas ao cinema, à indústria do cinema e à técnica cinematográfica. Além de facilitar a memorização, sempre que outro texto aparecer sobre o mesmo tema, você pode ter com esses textos um vocabulário específico à mão, ou pode fazer uma leitura rápida antes de se aventurar no novo texto.
  •  Não esqueça de colocar etiquetas (tags) acima do texto para saber rapidamente do que se trata.
  •  E… experimente selecionar durante períodos mais longos o mesmo tipo de rubrica em vez de ler várias aleatoriamente, para fixar melhor as palavras recorrentes. Senão, intercale temas variados com artigos de mesmo tema.

Veja no exemplo abaixo que além das palavras sublinhadas em vermelho (aquelas que eu tive dúvida ou desconhecia) há outras com marca-texto amarelo sobre o tema cinema, sua técnica e sua indústria.

Não deixe de ver primeiro o trailer do filme que é debatido no artigo. Interessante.

Jornal: ler no computador a mesma versão em papel

Ler um jornal sobre um país ou na língua que nos interessa é uma porta para está conectado com a atualidade. Isso por si, já muito interessante, já que nesses últimos meses podemos citar fatos da política da França, por exemplo, que são chocantes para nós e polêmico para eles: a burqa, a recente proposta de penalização dos pais com a prisão por ações de menores ou a possibilidade da perda da nacionalidade para os franceses imigrantes.

Justamente, decobrimos o que é polêmico, o que não é aceitável, com o que se ri ou o que se defende na sociedade, ou pelo menos aquilo que vemos através do filtro da imprensa. Quem sabe nós mesmos não nos transformamos com esse contato intercultural. Não esqueça de observar as expressões ligadas ao tema das matérias.

Nesse artigo, vamos dar indicação de jornais para baixar em .pdf, mas antes, vamos dar uma olhada em alguns sites-guias.

Notas sobre a imprensa francesa

Ler no computador a mesma versão em papel

  • Um outro jornal também distribuído em papel gratuitamente pode ser baixado. Aproveite para comparar e escolher aquele que você prefere e aproveitar as rubricas diferentes, que cada um tem. Você também pode baixar os cadernos especiais. Acesse também o site.

  • Destaque! O Jornal Courrier International é um jornal que reúne semanalmente artigos, fotos, dossiês… de vários jornais do mundo traduzidos em francês(você vai encontrar um jornal do Congo, da Rússia e do México, por exemplo numa mesma edição e não apenas os jornais óbvios). Esse jornal não é gratuito, mas mostro paravocês um lugar para ter acesso à algumas edições. Se você tiver  interesse, veja o site.

4.196 obras acessíveis para download ou… preciso disso para minha pesquisa!

Esse post não se trata exatamente do aprendizado de francês como língua estrangeira…  se você lê em francês para pesquisas em ciências humanas, ou busca desesperadamente algum livro para escrever um artigo, conhecer melhor a cultura francesa ou porque quer conhecer algo… aqui vai uma dica interessante de um site  Les classiques des sciences sociales que pode parecer não ser tão sofisticado, mas  tem um acervo riquíssimo!

Uma das dificuldades que qualquer um que esteja estudando, perquisando, escrevendo ou simplesmente descobrindo coisas passa constantemente é o acesso restrito sobre a produção cultural. Ao estudar alguns escritores do século XIX, um dos aspectos que me chamavam a atenção é a descrição de vidas ilustres e ilustradas que percorrem cafés, óperas, salões literários: alguns poucos que saboreiam o conhecimento. Dândis discutiam a música de Wagner, restrita aos concertos.

A internet e toda uma gama de hardwares permitiram que uma parte do enorme volume do conhecimento já produzido esteja mais acessível. Posso ouvir Wagner no Deezer se eu quiser…  Há, entretanto, barreiras que esforçam-se em permanecer e outras novas que tentam surgir, enquanto as tentativas de burlá-las também se espalham…

Quais são as consequências de se deixar obras inacessíveis ao grande público? E quando há obras que não são reeditadas, mas que permanecem sem novas impressões? É interessante o relato do criador do site “Les classiques des sciences sociales” quando ele teve seu insight sobre a situação dessa questão.

Au début de 1999, je cherchais un vieux texte de Karl Mannheim, Idéologie et utopie pour en parler à mes élèves. J’avais aimé ce texte lorsque j’étais étudiant à la maîtrise à l’Université d’Ottawa (Canada). Je me rappelle son importance

J’ai trouvé une vieille édition anglaise du texte de Mannheim sur une de mes étagères de livres, mais aucune édition française. J’ai alors pensé que je devais permettre aux jeunes francophones d’aujourd’hui et de demain d’accéder à ce savoir, en produisant une version numérique disponible gratuitement sur Internet. Cet événement m’a fait réaliser que nous ne pouvions pas ignorer l?héritage légué par les penseurs qui ont formé les gens de ma génération. veja mais

Essa forma de pensar deu origem a uma biblioteca virtual composta de 4.196 obras de 1.209 autores diferentes disponíveis para download em “.pdf”, “.doc” ou “.rtf”, divididas em cinco rubricas, que incluem clássicos (como Voltaire, Mauss, Beccaria), autores contemporâneos (como Deleuze e Bourdieu), estudos de metodologia , documentos ,ciencias do desenvolvimento e assuntos relativos ao Québec. Desde 1999, esse site vem disponibilizando com qualidade textos preciosos para as humanidades.

Essa biblioteca cobre áreas como história, ciências sociais, antropologia, economia, criminologia, lingüística, filosofia, estudos literários e direito. Há algumas coleções especiais como sobre a Revolução Francesa, as culturas árabes, indianas, a sociologia da família. Um mundo de coisas que você mesmo tem de ver.

Voce pode ainda contar com um fluxo RSS para que você seja informado de todas as novidades ou últimos livros adicionados.