Organizar a vida: faça em francês!

 Por acaso, enquanto folheava a minha agenda, me lembrei do pequeno prazer de encontrar no topo de cada dia, a palavra francesa para o dia da semana. Prazer minúsculo e ao mesmo tempo de grande importância, pois essa relação quotidiana e positiva da língua sempre foi uma motivação para trazer o francês cada vez mais próximo e dedicar um minutinho a mais do meu dia a descobrir algo novo.

Fazendo a ligação desse detalhe pessoal com a ideia, que se fala muito em didática de línguas estrangeiras, de propor/realizar atividades que se aproximem do uso efetivo da língua saiu esta listinha com arquivos para organizar a vida em vários aspectos: de um controlador de gastos interativo, passando pelo simples calendário, a lista de compras e até um repertório também interativo para as suas receitas… tudo para dar um toque francês ao dia a dia.

Professores e alunos podem pensar nesses arquivos também como uma forma de trabalhar aspectos lexicais e gramaticais: verbos em -er, dias da semana, números…

A maioria dos modelos que selecionamos foi disponibilizada pelo site da Microsoft França, se você deseja ver outros modelos, acesse aqui a página deles.

 

Calendário eterno

CalendrierEste é um calendário que pode ser usado em qualquer ano, basta clicar um botão e ele muda automaticamente os dias no quadro. Alteramos ligeiramente o calendário para que ele mantenha os nomes dos meses em francês ; na versão original, ele adapta a língua dos dias do mês para a língua do seu computador. Você também pode mudar as imagens de cada aba. Continuar lendo

Anúncios

Missões virtuais

Organize uma festa de aniversário com compras simuladas on-line no site do Carrefour… e não esqueça dos convites; ou… escolha a cidade onde você vai morar como estudante durante um ano e investigue como funcionam os transportes, o clima, a localização, a vida cultural…;  ou prepare sua alimentação e atividade física para correr a próxima maratona.

O site da Aliança nos EUA, MERLIN, propõe algumas tarefas simuladas  mesclando formulários no próprio site e compras fictícias em sites franceses. Cada uma das atividades lista claramente que tipo de conhecimento você irá desenvolver. No sumário, as atividades estão listadas segundo uma ordem de complexidade. Tudo bem claro, com um objetivo do dia-a-dia a cumprir. Atenção! O site não trabalha bem com números quebrados… aproxime-os de um valor inteiro.


Se você frequenta algum curso de francês, você pode procurar no início do seu livro o quadro de conteúdos e competências desenvolvidos em cada lição e adicionar uma pequena nota com o nome da página MERLIN para indicar que existe uma atividade a ser feita. No caso da primeira atividade, o Aniversário, isso poderia figurar nos capítulos sobre alimentação, números e medidas…

Professores, peçam para que os alunos trabalhem em equipe e acompanhe os resultados ou inspire-se para aplicar vários dos sites disponíveis em atividades na própria sala de aula. A fixação de algo quando é aplicado a uma situação concreta é muito mais efetiva. Não esqueça de propor tarefas bem definidas. Dê uma olhada no Prezi do site FrancParler com um guia para criar outras tâches, atividades baseadas em situações e necessidades reais,  para a sala de aula.

Vocabulário: tire e absorva o máximo dos jornais

Há algum tempo sugeri a leitura de jornais gratuitos em francês que estão disponíveis na net. Não são aqueles artigos meio disformes que dos site de jornais on-line, mas jornais em pdf com a vantagem de ter as mesmas imagens e a mesma formatação de um jornal impresso. Pode ser muito mais agradável para ler, mas além disso, os jornais formatados em versão impressa podem conter outros elementos como gráficos, imagens, legendas, propagandas. Eles têm também uma variação nos tamanhos, tipos e cores das fontes que representam, por sua vez, elementos mais importantes ou resumos que facilitam uma compreensão geral da notícia e facilitam uma abordagem instrumental do texto em francês.

Dependendo do seu objetivo ao ler um jornal (vocabulário, compreensão geral, compreensão detalhista, leitura para fazer uma síntese) o tipo de abordagem ao texto pode mudar. Se o interesse é enriquecer o vocabulário, então, o melhor a fazer é focalizar:

  •  Entre as diversas rubriques, selecione uma de seu interesse (cultura, política, policial, meio-ambiente…);
  •  Escolha um artigo mais curto ou longo, dependendo do seu nível;
  •  Imprima o artigo selecionado e faça uma primeira leitura sublinhando as palavras desconhecidas e somente procurando no dicionário aquelas que impedem a compreensão do texto. Muitas palavras podem ser inferidas pelo contexto e não vale a pena parar a leitura para procurar cada uma das palavras desconhecidas.

Se você se habituar a ler artigos de mesma rubrique você observará que alguns verbos, expressões e palavras são recorrentes

Para não se perder ou ficar correndo atrás das mesmas palavras esquecidas, aposte em uma pasta para arquivar as impressões e em uma simples caneta marca-texto:

  •  marque com essa caneta as palavras que pertencem ao mesmo tema. No exemplo abaixo são palavras relacionadas ao cinema, à indústria do cinema e à técnica cinematográfica. Além de facilitar a memorização, sempre que outro texto aparecer sobre o mesmo tema, você pode ter com esses textos um vocabulário específico à mão, ou pode fazer uma leitura rápida antes de se aventurar no novo texto.
  •  Não esqueça de colocar etiquetas (tags) acima do texto para saber rapidamente do que se trata.
  •  E… experimente selecionar durante períodos mais longos o mesmo tipo de rubrica em vez de ler várias aleatoriamente, para fixar melhor as palavras recorrentes. Senão, intercale temas variados com artigos de mesmo tema.

Veja no exemplo abaixo que além das palavras sublinhadas em vermelho (aquelas que eu tive dúvida ou desconhecia) há outras com marca-texto amarelo sobre o tema cinema, sua técnica e sua indústria.

Não deixe de ver primeiro o trailer do filme que é debatido no artigo. Interessante.

Adjectifs qualificatifs: o que o seu horóscopo diz sobre você

O que os astros dizem sobre você?… Acreditando ou não em horóscopo, experimente dar uma olhada neste post, porque o horóscopo é parte milenar da cultura européia (e não é novidade por estar bem incorporado à nossa), mas, sobretudo, porque temos algo para você descobrir um bom vocabulário de adjetivos em francês, aprender um pouco sobre as regras de flexão, exercitar na net… e fazer sucesso no Flicker.

 

Um pouco de regra

Só pra não entrar de repente em gramática, dê uma olhada nesta página La Joconde interactive e divirta-se com as contorções da Monalisa, prestando atenção ao final dos adjetivos, que estão no feminino. Como será sua forma no masculino…?

Você pode encontrar por aí muito material com as regras do feminino, masculino e plural dos adjetivos, ótimo, você vai encontrar nos próprios exercícios que proponho aqui outras regras. Para um resumo básico veja o documento abaixo:

 

Le natif des Poissons est…

Agora, sim. Veja a lista dos signos na imagem e descubra, em seguida, o que seu signo diz sobre quem você é.

 

 

Exercite-se

  • Atividade Horoscopo: Comece com atividades que usam o audio e exercícios interativos. Clique onde esta escrito “avalua’t” e faça ainda outras atividades.
  • Veja uma lista de traços de personalidade com essas carinhas que você vê abaixo [em .pdf] e com outras atividades.

  • Para referência, veja o site Francais interactif com os tópicos de vocabulário, gramatica… tudo o que gira em torno da descrição.

 

 

 

Post-it e mostre a todos quem você é

 

E se ainda não for suficiente… http://www.youtube.com/watch?v=6T4CTE3Zr5E e siga os outros videos de divinologue.

Dico – Chic parte 1

Chic – parte 1

Chic, é uma palavra em francês um pouco mais complicada a internalizar, pois tem vários sentidos. Significa elegante, como em português, mas vai além disso… Atenção!  os usos foram colocados hierarquicamente, segundo o dicionário Le Robert.

 

Uso I [subst. masc. popular]

 

1. Avoir le chic pour (+ infin.) : fazer algo com facilidade, desenvoltura, elegância.

Elle a le chic pour faire les crêpes.

Ela tem “o dom” para fazer crepes. (Tradução não literal)

 

Il a le chic pour m’énerver. ( normalmente ironia)

Ele “sabe como” me irritar. (Tradução não literal)

____________

 

2. Avoir du chic. Elegância ousada, desenvolta.

Il a du chic.

Son chapeau a du chic.

 

Veja a nossa dica sobre o programa Mnemosyne para aproveitar ao máximo esta seção.

____________

Referências

REY, Alain (dir.).  Le Robert Micro. Dictionnaire de la Langue Française. 3e édition . Paris, Dictionnaires Le Robert: 2006.

Optei por não encher o post de aspas e referências, mas encontre os verbetes e as frases de exemplo no dicionário Le Robert Micro. Algumas coisas podem ter sido acrescentadas, daí veja as outras referências listadas.

Iniciante: A França na Copa de 2010 ou como expressar a tristeza

Quando falo contigo, no meu peito/ Esquece-me esta dor que me consome:/ Talvez corre o prazer nas fibras d’alma:/ E eu ouso ainda murmurar teu nome!  (A’lvares de azevedo. Lira dos vinte anos).

Ai de mim! Ai de mim! Futebol não tem muito a ver com tristeza? Espere só para ver como a imprensa descreveu o feito dos “azuis” na Copa e aprenda um vasto repertório de reprovações e lamentos.

  • Para entrar no clima, veja o vídeo abaixo, montado a partir da música Hors Saison de Francis Cabrel. Observe atentamente as imagens e ouça quantas vezes você achar necessário.

  • Baixe aqui a letra da música com as passagens mais difíceis comentadas (e com imagens) e acompanhe a música com a letra ou experimente cantar com o video-karaoke abaixo.

  • Eis aqui nossa nova leitura: Seleção da edição do jornal Metro France Paris, do dia 23/06/2010, logo após a eliminação da seleção francesa da Copa. Se desejar, baixe a edição completa desse dia.
  • Bonjour tristesse, na capa do caderno de sport não é qualquer frase, faz referência a um dos grandes romances franceses contemporâneos – Bonjour Tristesse, de Françoise Sagan – e a uma poesia de Paul Eluard (usada por Sagan como epígrafe).

Mistério: L’Affaire du Coffret

Lucas, um jornalista brasileiro, acorda um dia em um quarto de hotel com uma dor de cabeça insuportável. Ele não sabe onde está nem o que faz ali. Uma mulher misteriosa desapareceu e lhe deixou 20.000 euros e um discman com gravações enigmáticas. A polícia o convoca para ir à delegacia… Seria ele cúmplice ou vítima de um crime?

Pressionado pelo tempo e pelos acontecimentos, Lucas decide fazer suas próprias investigações, mas há um problema: ele não sabe falar bem francês.

Acompanhe Lucas nessa busca da verdade por meio de um material de áudio, transcrições e um quiz e familiarize-se com a língua francesa.

Vontade de descobrir o fim dessa história? Boas notícias: você não precisa se descabelar porque está começando francês e não entende muita coisa, pois o  L’Affaire du Coffret é acompanhado das reflexões e tentativas de entender do nosso personagem brasileiro, Lucas.

O curso, criado por RFI Radio France Internationale é composto por sessenta faixas de áudio de 3-5min em média, acompanhadas, cada uma, com uma folha em .pdf de uma página com a transcrição e algumas pistas da estrutura da língua. Sem referências aos termos descritivos da gramática (como substantivo, partitivo etc.) elas mostram aspectos da língua.

Você pode imprimir as folhas de acordo com seus estudos e carregá-las no seu mp3 player e acompanhar com as folhinhas (peso nenhum). Apenas em ouvir Lucas, você vai compreender a história, mas marque aquelas palavras ou expressões que você não compreender e faça uma busca no dicionário. Clique aqui para ir ao site da versão brasileira de L’Affaire du Coffret.